Campinas, 18 de Maio de 2022
600 MIL FUSCAS
19/01/2022
Aumentar fonte Diminuir fonte
Levantamento do Detran.SP
mostra que 650 mil Fuscas
seguem circulando
p
elas vias do Estado


Agora ele curte o Fusca 86 azul claro que tem inclusive miniatura devidaemnte guardados pelo Doberman Troll


Em 20 de janeiro se comemora o Dia Nacional do Fusca;
frota total do modelo no Estado de So Paulo atualmente de cerca de 650 mil exemplares

Levantamento do Detran.SP comprova que um dos modelos de veculo mais emblemticos da histria, o Fusca, continua nos coraes dos motoristas paulistas. No dia 20 de janeiro, quando se comemora o Dia Nacional do Fusca (data do incio de fabricao do carro no Brasil, em 1959), existem cerca de 650 mil Fuscas ativos trafegando pelas vias do Estado, desde a verso 1.200 cilindradas ao moderno New Beetle.

So Paulo, Campinas, Guarulhos, Santo Andr e So Bernardo do Campo ocupam os cinco primeiros lugares com a maior frota deste veculo. Atualmente, mais de 209 mil exemplares circulam nestas cidades, sendo que dez mil deles so itens de colecionadores, que circulam com placas pretas.

O Fusca foi lanado em 1935 pelo alemo Ferdinand Porshe com o nome de Typ I para ser um veculo popular e econmico. Ao logo dos anos passou pela modernizao em sua mecnica, esttica e passou a ser utilizado com vrias finalidades, como uso pelo correio e at veculo militar durante a guerra, em 1939. Ganhou apelidos pelo mundo,onde foram produzidos maisde 21 milhes de exemplares, comoBeetle, Bug, Kfer, Type 1, Carocha, Coccinelle, Escarabajo e Maggiolino.

No Brasil, comeou a ser produzido em 1959 com peas 100% nacionais, chamado carinhosamente de fusquinha e fusco, que tinha motor 1500 cilindradas e cores fortes como laranja e verde abacate. Ao ser substitudo no mercado automobilstico por outros modelos populares, sua produo foi paralisada em 1986, mas retomada, em grande estilo, pelo ex-presidente Itamar Franco, em 1993,em So Bernardo do Campo (SP). Em 1996 saiu de linha definitivamente.

Mas os apaixonados pelo carrinho continuam firmes inclusive em Campinas/Sp. O jornalista Gilberto Gonalves tem uma histria antiga com o carro, que foi onde aprendeu a dirigir aos 18 anos quando tirou a CNH. Ele tem ligao sentimental com o fusca porque foi o primeiro carro que dirigiu. “Comprei o meu primeiro em 1972, em revendedora VW de Santos/SP. Era um amarelo manga e estava no mostrurio sobre um grande crculo girador na loja. Disse ao vendedor que queria aquele e foi com ele que sa da loja, acompanhado de meu pai que avalizou a compra em 36 prestaes", conta.


As placas dos dois primeiros so guardadas com o trofu pelo jornalista


O fusca amarelo ganhou placas SANTOS – SP WJ 6390 e logo ficou conhecido na Turma da Ponta, grupo de amigos que o jornalista ainda integra como a"Barca do GG" pois sempre vivia cheio rodando pelas ruas de Santos e depois por Campinas. “Ele me levou junto com a famlia e amigos a muitas viagens inesquecveis como ao Rio de Janeiro, Campos do Jordo e at Foz do Iguau. Mas um dia, depois de um acidente de triste lembrana com ele em Santos,acabei vendendo.


Mas a paixo continuou e mesmo passando por vrios outros automveis de outras marcas logo veio outro Fusca amarelo tambm do ano 72 comprado de um tio que o mantinha guardado na garagem de casa, quase sem uso, em Botelhos, sul de Minas Gerais.
"Foi amor segunda vista. E com muito custo consegui convencer a me do dono, tio da esposa, que relutava em vender o carrinho do filho que morrera". O fusca tinha um amarelo diferente do anterior, era mais puxado para um caramelo.As placas eram MG BOTELHOS – WF 4144 tambm guardada ainda como lembrana na parede da rea de lazer da sua casa."Ficou comigo at ser levado pelo "amigo do alheio" numa vacilada nossa durante passeio no Taquaral. Todas as tentativas de reencontrar foram em vo"


Mas como paixo paixo, apareceu um outro tambm em Botelhos fabricado em 1986 ltima srie. Azul claro, com placas CAMPINAS-SP – GXC 6145. Seu motor original era a lcool e dupla carburao. Emprestado a uma irm em Santos acabou meio abandonado na garagem por uns cinco anos. Veio sobre caminho guincho para Campinas e ganhou motor novo a gasolina e foi mantida a dupla carburao. Ganhou restauro quase por inteiro de funilaria, tapearia e eltrica. “E com este que ando orgulho agora pelas ruas de Campinas rejeitando todo tipo de oferta para venda. Recuso todas. A nova paixo est comprometida e vai ficar para o neto que j raspa os 14 anos e logo vai estar dando bandas com ele pelo Taqaural”.

  Última edição  
  Edição 156 - 14/04/2022 - Clique para ler  
2022 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda