Campinas, 24 de Outubro de 2020
ESPASTICIDADE: COMO TRATAR
13/08/2020
Aumentar fonte Diminuir fonte
Fitoterpico brasileiro novo aliado no tratamento da espasticidade
""
Cerca de 12 milhes de pessoas em todo o mundo sofrem com essa condio, que afeta por volta de 80% dos pacientes com paralisia cerebral

De origem 100% nacional, proveniente da regio nordeste do Brasil, aAlpinia Zerumbetse tornou uma ferramenta de destaque no tratamento da espasticidade. Trata-se de um fitomedicamento, cujo leo essencial aplicado durante as sesses de fisioterapia em pacientes com essa condio.

Segundo umestudofeito no Brasil, quando associado fisioterapia, o produto ajuda a reduzir a espasticidade, promovendo recrutamento muscular e ganho funcional.

De acordo com afisioterapeuta Walkria Brunetti, que atua na fisioterapia neurofuncional,h mais de 30 anos,A.Zerumbettem uma ao farmacolgica tpica, com um alvo teraputico especfico.

“Isso importante, pois uma vez que a ao local, no provoca depresso do SNC. Portanto, temos menos efeitos no organismo do paciente. Na prtica da fisioterapia, estamos percebendo que h um ganho neurofuncional importante com o uso do produto”, comenta Walkria.

Entenda melhor a espasticidade
H vrios tipos de msculos no corpo humano. Os msculos esquelticos so responsveis, principalmente, pelos movimentos voluntrios das pernas e dos braos. Por sua vez, para que esses movimentos ocorram, so necessrios estmulos nervosos que ocorrem por meio dos neurnios motores.

Esses neurnios mandam mensagens qumicas que possibilitam a contrao dos msculos voluntrios do corpo. Essas mensagens geram os reflexos nervosos, essenciais na coordenao dos movimentos musculares de contrair e relaxar, de forma alternada.

Porm, certas patologias ou condies que atingem o SNC podem causar leses nos neurnios motores superiores. “Quando isso ocorre, desenvolve-se a espasticidade, considerada um distrbio do movimento decorrente dessas leses. Assim, a espasticidade uma consequncia de uma patologia primria e no uma doena”, explica Walkria.

Espasticidade afeta qualidade de vida
A espasticidade deixa os msculos mais tensos, com contraes exageradas, levando a um endurecimento muscular. “Como consequncia, os pacientes podem alterao da marcha, limitao de movimentos, dificuldade para as tarefas dirias, postura anormal, deformidades osteomusculoarticulares e incontinncia urinria”, ressalta a especialista.

A maior parte dos pacientes com paralisia cerebral apresenta espasticidade. A condio tambm pode afetar pessoas com traumatismos cranioenceflicos (TCE), esclerose mltipla (E), acidente vascular cerebral (AVC).

Fisioterapia fundamental
A espasticidade tem um impacto muito negativo na vida do paciente. Simples atividades como comer, se vestir e tomar banho, por exemplo, podem ser impossveis para esses indivduos.

“Por isso, nos ltimos anos, a medicina desenvolveu alguns tratamentos com o objetivo de melhorar a autonomia e a capacidade funcional de pessoas com espasticidade. Alm desse fitomedicamento, temos outras opes, como uso a toxina botulnica e alguns frmacos orais”, adiciona Walkria.

Contudo, vale ressaltar que nenhum tratamento eficiente se usado de forma isolada. As substncias alopticas e esse fitomedicamento ajudam a potencializar a reabilitao do paciente durante a fisioterapia, mas no atuam sozinhos.

"Dentro da reabilitao neurofuncional, tambm preciso associar tcnicas como a eletroestimulao, a bandagem teraputica e a cinesioterapia. Finalmente, preciso levar em conta que cada paciente nico e demanda um tratamento individualizado”, finaliza a especialista.
  Última edição  
  Edição 136 - 30/08/2020 - Clique para ler  
2020 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda