Campinas, 13 de Julho de 2020
CICLOVIA NO PIÇARRÃO
27/06/2020
Aumentar fonte Diminuir fonte
 
Obra de contrapartida da ciclovia do Piçarrão tem previsão de entrega da segunda fase em julho
A MRV está em fase da obra no Piçarrão, que terá 5,385 km de ciclovia, com início no Villa Garden até a Av. Jorge Tibiriçá. Esta é uma obra de contrapartida da MRV com a Emdec e licenciada pela Secretaria do Verde da Prefeitura de Campinas, que beneficiará pelo menos quatro bairros sendo: Vila Teixeira, Pq. Itália, Pq.industrial e São Bernardo. A previsão é que ela seja mais uma alternativa para o trânsito da região para os 33.962 moradores que circulam na região. "O projeto da ciclovia foi planejado com a Secretaria do Verde e com parecer da EMDEC desde setembro de 2018, e pensamos em todos os pontos que obedecessem todas as normas para a construção de ciclovias, mas que respeitassem o melhor traçado para interferir o menos possível no meio ambiente e que também fizesse seu papel na mobilidade urbana", explica Fábio de Paula - Gestor Executivo de Produção da MRV.
A MRV precisou seguir o traçado, definido pela Emdec através de diretriz regulamentada e, neste caminho estão cerca de 111 árvores que precisam ser retiradas. A autorização foi emitida e está sendo regulamentada através do processo (2020.000.213) na Secretaria do Verde, para a Intervenção em 3.112,98 m², com o corte destas árvores isoladas, sendo: 45 nativas, 53 exóticas e 13 exóticas invasoras e, além disso, será realizado o transplantio de 7 Palmeiras Imperiais (Jerivás).
"A tentativa do transplantio destas palmeiras, de forma a mantê-las próximas aos seus locais de origem para que não sofram em consequência da mudança muito brusca de ambiente. Esse processo é longo, dura cerca de 30 dias. No caso destas árvores não é só retirar e remover, é necessário cortar um dos lados, deixar que forme novas raízes e só então cortar o outro lado para que forme novas raízes e seja possível replantar", explica Fábio.
Está obra foi dividida em três fases e essa é a segunda fase das operações. "Ao todo já plantamos mais de 6 mil mudas no loteamento do Villa Garden e, foram plantadas mais 23 mil mudas para o SOS Mata Atlântica. Além disso, mantemos nosso compromisso de cumprir com mais 12 mil metros quadrados de plantio", explica Fábio.
  Última edição  
  Edição 132 - 06/06/2020 - Clique para ler  
© 2020 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda