Campinas, 24 de Junho de 2018
WORKSHOP DE DEFESA PESSOAL INOVA COM PREVENÇÃO
08/06/2018
Aumentar fonte Diminuir fonte

Um novo método de defesa pessoal será lançado em Campinas neste domingo (10/06) e foca na prevenção de riscos, no controle emocional da vítima para gerenciar a situação, além de evitar o confronto e a violência física. Desenvolvido pelos moradores da cidade Kleber Marques (Fazenda Santa Cândida) e Wagner Thiele (Sousas), o Adptative Defense terá também um lançamento internacional, dia 22 de junho em Miami. “O método guia, prepara e capacita as pessoas para prevenir e decidir como agir em situações hostis da vida real e superar possíveis traumas do confronto”, explicam os organizadores.  

 

O workshop de lançamento será no dia 10 de Junho (domingo), das 9h às 17h, na Academia Fight, na Rua dos Contabilistas 131 - Jardim Novo Cambuí e terá também como treinadora convidada a influenciadora digital de vida saudável e praticante de Muay Thai Caroline Haddad e o apoio do ex-jogador de futebol Marcio Silva. O valor é de R$ 250,00 por pessoa. Quem doar agasalhos terá desconto de 30% do valor na compra antecipada pelo site (www.adaptativedefense.com).

 

Como o treinamento será praticamente o dia todo, os participantes receberão água e suprimentos. Mas não haverá parada para almoço porque o objetivo “é que as pessoas vivenciem a situação de privação e estresse similar ao que pode acontecer no caso de uma situação real de ameaça”, explicam os organizadores.

 

Contexto atual

 

Hoje em dia, moradores das grandes cidades vivem assombrados pelo medo da violência. Medo de ser abordado por um estranho ao andar na rua à noite, parar no sinal vermelho ou estacionar o carro na garagem, por exemplo. Isso acontece porque, via de regra, as pessoas não sabem o que fazer em situações de ameaça e têm consciência de que uma reação equivocada pode ter consequências trágicas. Enquanto os cursos de defesa pessoal costumam abordar exclusivamente técnicas de reação física, o Adaptative Defense inova ao focar na prevenção de riscos, no controle emocional da vítima para gerenciar a situação, evitar o confronto e a violência física e preservar vidas.

Outro diferencial do novo método de treinamento é o uso de técnicas para minimizar traumas decorrentes de situações de violência urbana, que devem ser aplicadas logo em seguida ao acontecimento. Algumas manobras físicas de autodefesa também fazem parte do treinamento, mas a orientação é de que somente sejam utilizadas em casos extremos, de risco de vida iminente e quando todas as outras técnicas já tiverem sido tentadas.


Origem e propósito


O Adaptative Defense surge do desejo de seus idealizadores de difundir conhecimentos que contribuam com o empoderamento de homens e mulheres para a  proteção de suas vidas. “É uma visão holística de defesa pessoal, que engloba desde prevenir, negociar, saber se e como reagir e lidar com o pós evento para viver em paz”, explica Marques, praticante de artes marciais desde os 4 anos de idade e faixa preta de judô.

“A pessoa passa por um trauma violento e é direito dela voltar a viver sua vida plenamente. Ela não deve apenas sobreviver, carregando aquele momento o resto de sua existência”, completa Thiele, que é terapeuta holístico certificado e praticante de arte marcial samurai desde a infância. Atua como empresário dos segmentos de terapias alternativas e de lutas marciais. Thiele criou um estilo próprio de marcialidade, o Ken Zen, baseado na antiga filosofia e no código de conduta e honra dos samurais. É casado e tem dois filhos.


Marques é engenheiro químico e de segurança e atua como empresário do setor há mais de vinte anos, casado, pai de duas meninas. Recentemente, começou a contribuir como sensei e técnico em competições dos Falcões do Judô, projeto do Serviço Social Nova Jerusalém, que beneficia mais de 100 crianças em Campinas. Ambos, Marques e Thiele, concebem o Adaptative Defense como vocação e missão de vida.

Influencer Caroline Haddad

Convidada pelos idealizadores, a influenciadora digital (influencer) de vida saudável e praticante de Muay Thai Caroline Haddad fará parte da equipe de treinadores do Workshop. O objetivo é demonstrar que o Adaptative Defense pode e deve ser aplicado também às mulheres. “Eu sempre falo que acho superinteressante mulher treinar luta, aprender a se defender, por conta da nossa realidade. Infelizmente somos um alvo muito fácil. Como não é toda mulher que topa porque acha luta muito agressiva, a defesa pessoal pode ser interessante. É mais rápido, mais fácil de aprender, por isso acho bacana e apoio essa iniciativa!”, diz ela.

Jogador Marcinho Silva

O ex-jogador de futebol Marcio Silva, que já conquistou vários títulos pela Seleção Brasileira, jogou em times do Japão e da Arábia Saudita, também aposta no Adaptative Defense. “O Kleber e o Wagner me apresentaram o projeto e cheguei a participar de algumas demonstrações. Acredito que esse método pode trazer um conhecimento essencial para a vida da pessoa em situações de perigo. Manter o controle mental e saber a hora exata de se defender é primordial. E é isso o que eles vão ensinar”, avalia Silva.


Agasalhos


Os participantes do Workshop em Campinas terão a oportunidade de contribuir com a doação de agasalhos, que serão entregues a pessoas em situação de rua na cidade. Além de ajudar a quem precisa, terão desconto de 30% do valor na compra antecipada pelo site da Adaptative Defense (
www.adaptativedefense.com). Basta selecionar a palavra “agasalho” na hora da compra e levar a doação no dia do evento.


SERVIÇO
:

Workshop de Defesa Pessoal Adaptative Defense- Safety for All

Data: 10 de Junho (domingo), das 9h às 17h.

Local: A Academia Fight, na Rua dos Contabilistas, 131, Jardim Novo Cambuí, Campinas (SP).

Mais informações: https://adaptativedefense.com/ingressos/ingresso-workshop/

  Última edição  
  Edição 121 - 26/05/2018 - Clique para ler  
© 2018 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda