Campinas, 16 de Novembro de 2018
A MULHER NO UNIVERSO CAMPINEIRO – Artigo de Doraci Lopes
26/08/2017
Notícia publicada na edição n.112 do Jornal Alto Taquaral
Aumentar fonte Diminuir fonte

É preciso destacar, no amplo espectro de lutas feministas nacionais e internacionais, as pautas das mulheres de Campinas pela universalização de determinados serviços e equipamentos que combatam a segregação territorial, social e a violência, historicamente construídos em termos de classe, raça e gênero, para serem discutidos no âmbito da política urbana.

Embasam este trabalho autoras (es), documentos oficiais e documentos de coletivos sociais que enfatizam a discussão de certas políticas públicas defendidas por entidades, grupos e movimentos feministas, especialmente de Campinas (São Paulo). A contextualização socioeconômica situa as demandas apresentadas pelos documentos coletivos e públicos das mulheres em busca de conquistas quanto ao direito à cidade.

A territorialização observada leva em conta as regiões com maior vulnerabilidade social, divulgada por documentos oficiais, áreas com maior segregação sócio espacial, onde vive a maioria dos habitantes de Campinas (regiões sul e leste) mas igualmente espaços conhecidos por disputas políticas e organizações populares.

Mesmo sendo quase 52% da população do município, e estarem presentes no espaço público participando e conquistando diferentes papéis sócio-políticos, as mulheres continuam enfrentando sérios desafios para se fazerem reconhecidas como sujeito político coletivo em tomadas de decisões fundamentais de políticas públicas e planejamento urbano para suas vidas na cidade.

Doraci Lopes - Socióloga e professora aposentada

  Última edição  
  Edição 121 - 26/05/2018 - Clique para ler  
© 2018 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda