Campinas, 22 de Setembro de 2018
MOBILIDADE – Editorial JAT 111 – Jul2017
05/08/2017
Notícia publicada na edição n.111 do Jornal Alto Taquaral
Aumentar fonte Diminuir fonte

O Ministério Público de Campinas notificou o prefeito Jonas Donizete para que ele se manifeste sobre o Plano de Mobilidade Urbana da cidade. O questionamento está relacionado mais especificamente à questão das ciclovias, mas pode ser estendido para o Plano como um todo.

A mobilidade urbana não é um problema de Campinas exclusivamente, lógico. Mas o poder público paga, aqui também, pela omissão e por promessas não cumpridas, como no caso dos 180 km de ciclovias prometidos e que não chegam nem mesmo a 10% disso até hoje.

Há ainda, por parte da Prefeitura, a vontade de construir corredores de BRT para melhorar o transporte público. Mas, em contrapartida, permite que as calçadas da cidade toda se transformem em verdadeiros obstáculos a pedestres especialmente aos idosos e deficientes.

Sem fiscalização para cobrar dos moradores o cumprimento da Lei e a construção de calçadas de qualidade, não adianta sonhar com transporte público melhor e mais ágil.

Sem calçadas para caminhar com segurança o pedestre nunca vai chegar ao BRT pensado pelo Prefeito.

  Última edição  
  Edição 121 - 26/05/2018 - Clique para ler  
© 2018 - Jornal Alto Taquaral - CG Propaganda